Veja restaurantes e bares que funcionam durante o Carnaval em BH!

03 de março de 2019

A metrópole de um Estado reconhecido por sua diversidade gastronômica, apelidada de “capital dos bares”, reúne boas opções de copo e de garfo, atrativas tanto para os turistas, que querem conhecer os endereços clássicos fora da folia, quanto para os que desejam visitar os lugares da moda entre um bloquinho e outro. Pensando nesse público, Gastrô traz dois roteiros, com sugestões de estabelecimentos emblemáticos ou descolados, que exprimem um pouco da identidade gastronômica mineira (e que estarão abertos no período de folia!).

ROTEIRO 1 – OS CLÁSSICOS

CAFÉ DA MANHÃ. A Cafeteria da Fazenda (rua Montes Claros, 752, Anchieta, 3324-7770) serve um bufê a quilo ideal para quem ama os clássicos mineiros: pão de queijo (em quatro versões), broas de fubá e de canjica, bolos, pamonha, fatias de queijo e outras quitandas (50 itens no total) estão à disposição – bebidas à parte. Abre domingo e terça, das 8h às 16h (R$ 54, o quilo); quarta, das 10h às 22h (R$ 48, o quilo).

Mais. Duas padarias famosas em BH servem a primeira refeição do dia até no Carnaval: a Bonomi abre às 7h, com serviço à la carte. O croissant, clássico, sai a R$ 8,50). A Boníssima abre às 6h com bufê a quilo (R$ 45,90).

 

ALMOÇO. Eleito diversas vezes por guias especializados como o melhor restaurante de comida mineira em BH, o Xapuri (rua Mandacaru, 260, Trevo, 3496-6198) traz pratos clássicos e releituras. Um exemplo é o Arroz Preguento do Bento (foto), uma reinvenção da galinhada (R$ 52,90). A mesa de doces, com 30 variedades, é atração para a hora da sobremesa (100 g, a R$ 8,90). Abre domingo, segunda e terça, das 12h às 18h; quarta, das 12h às 23h.

Mais. Também adeptos da tradição são o Faz de Conta (bufê livre a R$ 74; domingo, segunjda e terça, das 11h30 às 17h) e o Maria das Tranças (à la carte), domingo, das 11h às 18h; segunda, terça e quarta, das 11h às 22h).

 

LANCHE. A dupla clássica do lanche mineiro ganhou novos contornos n’A Pão de Queijaria (r. Antônio de Albuquerque, 856, Funcionários, 2512-6360), há cinco anos. O quitute lá é feito com diferentes queijos a cada dia. Na segunda, há canastra ou gruyère; terça, parmesão, e quarta, salitre (sempre R$ 4,50). O café pode ser espresso (R$ 4,50), coado (R$ 6,50) ou na prensa (R$ 8). Abre segunda, terça e quarta, das 11h30 às 22h.

Mais. Há 80 anos, o Café Nice é pedida pra quem está no centro e quer um café coado (R$ 2,50; abre quarta, às 8h). Até mais velha, a sorveteria São Domingos abre diariamente das 9h a 0h, (R$ 8 a bola).

 

JANTAR. O chef Ivo Faria, do Vecchio Sogno (rua Martim de Carvalho, 75, Santo Agostinho), é um dos precursores da nova gastronomia mineira. No Carnaval, traz um menu de cinco tempos com receitas como a sopa de cebola com ovo pochê e taglioline PPP (Panna, Parma e Pinoli, na foto) e o medalhão de filé em crosta de canastra ao molho de estra- gão e rosti de abobrinha (R$ 139 por pessoa). Abre hoje, das 12h às 18h; amanhã e ter- ça, das 12h à 0h.

Mais. Uma das casas mais premiadas da cidade, o restaurante Glouton, do chef Léo Paixão, oferece uma gastronomia mineira moderna. Abre segunda, terça e quarta, das 19h às 23h30.

 

ROTEIRO 2 – OS DESCOLADOS

CAFÉ DA MANHÃ. Comece o dia no tradicional, e agora cool, Mercado Central, que vai funcionar até terça no horário especial das 7h às 13h. Não deixe de provar quitandas mineiras como a boa de fubá com queijo (R$ 5) ou a fatia de bolo de mexerica (R$ 4,50), do Comercial Sabiá, ou a clássica empadinha de jiló com carne (R$ 4,50, foto) do Ponto da Empada. Para acompanhar, limonada geladinha (R$ 3 de 300 mL) na Tradicional Limonada que, aberta desde 1938, tem sido uma das bebidas descoladas deste verão.

Mais. Neste domingo, o Astoria, um local com ares novaiorquinos, oferece opções de brunch das 12h às 17h como o Grand Slan: panqueca americana com geleia de frutas vermelhas, tiras de bacon e ovos.

 

ALMOÇO. Para dar gás entre um bloco e outro, a descolada Cozinha Tupis, projeto do chef Henrique Gilberto, no Mercado Novo, vai abrir das 12h às 18h, oferecendo opções substanciosas com preços de R$ 9 a R$ 45. O cardápio tem ingredientes comprados no próprio mercado, como o arroz de galopé, que leva uma combinação de galo com pé de porco (R$ 36). E acepipes como o milho tostado com manteiga de limão (R$ 18, foto) e a borda de lasanha (R$ 27).

Mais. Com cortes nobres nas parrilas, o Osso abre às 11h45 para almoço todos os dias do Carnaval com menu à la carte. Já o Café Viena oferece kombi com chope saindo da torneira e buffet livre de iguarias alemãs a R$ 39,90 por pessoa.

 

LANCHE. Opções mais rápidas para uma pausa durante a tarde? Vá de Pitza 1780 (r. Antônio de Albuquerque, 749, Savassi) neste domingo das 17h às 22h30 e durante a semana das 11h às 21h30 com opções da redonda em tama- nho único, 30 cm (R$ 24,90). Todas possuem massa bem leve e são feitas para serem comidas com as mãos, con- forme o costume italiano. Durante a folia, tem sabor especial: pizza de torresmo com lombinho e cebolinha.

Mais. O Roça Grande, com sua coxinha de frango caipira (R$ 7), abre das 9h às 19h30 na segunda (4), e de quarta (6) em diante. Já o café Mocca criou seleção de petiscos especiais a R$ 10, como o bolinho crocante de queijo canastra das 9h às 20h durante a folia.

 

JANTAR. Para o turista, a Borracharia tem uma particularidade: o bar fica literalmente dentro de um posto de gasolina. Exceto na segunda (4), o local vai abrir durante a folia, das 11h30 às 18h, com cardápio à la carte que contempla costelão de boi braseado no vinho tinto com arroz com alho, farofa cítrica e cebola assada (R$ 94, serve 4 pessoas ), mexidão com ovo frito (R$ 48) e, para petiscar, o famoso ceviche de tilápia (R$ 32)

Mais. O Querida Jacinta abre todos os dias de folia com opções como a carne de panela (R$ 30). Já no novíssimo Chopperhead Garage, a pedida para lanchar no fim do dia é o Pork’n roll (pão hot dog de milho e linguiça mineira artesanal).

 

FONTE: https://www.otempo.com.br/gastro/veja-restaurantes-e-bares-que-funcionam-durante-o-carnaval-em-bh-1.2143403.